Arquivo da categoria: Welcome to my life

Home sweet home

Enfim estou de volta ao Amenidades. Meus dois meses no Brasil foram maravilhosos.  Passamos por Salvador, Natal, João Pessoa e Santa Cruz. Aproveitei o máximo que pude a companhia da família e dos amigos. Trouxe muita saudade na bagagem e 3 quilos a mais como recordação, graças à comidinha da mamãe e à vontade de me embriagar de tudo o que me falta aqui. Embora goste e esteja adaptada a Dinamarca, volto sempre com uma parte da Canção do exílio reverberando dentro de mim. Meus olhos de filha, somados a esse doce exílio que o amor me proporcionou, negligenciam tudo o que não é bom e  só conseguem enxergar as belezas do meu país e da minha gente. Apesar das saudades,  também é bom voltar para minhas coisas, para minha rontina. Espero poder aparecer mais por aqui. Espero muito novo neste ano!

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Por Aí, Welcome to my life

Férias

Amanhã cedinho estarei viajando de férias para o Brasil e acho que não voltarei mais por aqui este ano. Já vou aproveitando a oportunidade para desejar um bom Natal e feliz 2010 a todos. Espero, sinceramente, poder dedicar um pouco mais de tempo ao blog no próximo ano.

5 Comentários

Arquivado em Welcome to my life

Dia especial

Ontem mais um ano de suposta experiência e sabedoria somou-se a minha vida. A constatação de que estou envelhecendo não é nada divertido. O que maquia a minha impotência sobre a supremacia do tempo é toda a aura de carinho e de acontecimentos memoráveis que fluem com essa data.

Obrigada a todos os amigos e familiares, que mesmo na ausência se fizeram presente e brindaram comigo à saúde, à felicidade e à esperança de mais um ano porvir. And thanks my love for the perfect day!

*Vídeo enviado pela minha cunhada no meu aniversário do ano passado. Ruben diz: – Tillykke med Mônita = parabéns para Mônita 🙂 Na época ele não conseguia pronunciar meu nome.

4 Comentários

Arquivado em Welcome to my life

Enfim Madonna

E eis que o tão esperado dia chegou! Depois de 7 meses com entradas guardadas em cofre forte, fomos ontem ao show de Madonna aqui em Copenhage. Para ter uma visão perfeita da diva, garantimos nossas entradas bem em frente ao palco e conseguimos ficar a cerca de um metro de distância dela, sem aperto nem empurrões.

O show foi verdadeiramente speechless. Tudo estava perfeito, das coreografias à performance da loira que, a despeito dos ceifadores de plantão, está longe de ser anoréxica ou tão pouco ter os braços bizarros das fotos recentemente veiculadas pela mídia. Além do programado para a turnê houve um momento coruja da diva cantando parabéns para o filho Rocco com a ajuda da platéia. O único ponto negativo do show foi apresentação do DJ Paul Oakenfold, que apesar do renome, se mostrou mais comercial do que inovador.

No mais, o que posso dizer é que ir a um show de Madonna deveria ser algo obrigatório para qualquer ser vivo apaixonado por música, independente de ser fã da cantora. Perdoem-me o clichê, mas ela sim faz jus a toda e qualquer alcunha elogiosa que lhe atribuam, principalmente a de Rainha do Pop.

Algumas das fotos que tirei:

3 Comentários

Arquivado em ♫ Headfone ♪, DispērsuS, Welcome to my life

Visita ao Louisiana Museu

Em meados deste mês meu marido, meus sogros e eu fomos visitar o Museu Louisiana de Arte Moderna situado em Humlebæk, grande Copenhage. Fundado em 1958, ele conta com uma coleção permanente de mais de 3000 trabalhos e recebe exposições temporárias de 4 a 6 vezes por ano. Seu idealizador, patrono e orientador full time foi o empresário queijeiro Knud W. Jensen, cujo desejo era aproximar a arte do público em geral com a exposição de obras modernistas dinamarquesas, que aos poucos foram abrindo espaço para trabalhos internacionais.

A história por trás do nome do museu é bem pitoresca. Chamava-se Louisiana a vila do século XIX onde ele foi instalado. Assim nomeada porque seu primeiro proprietário, Alexander Brun, foi casado 3 vezes e todas as suas esposas atendiam pelo nome de Louise.

UM POUCO DO QUE VIMOS:

Na horizontal: Jeune fille vénétienne MARTIAL RAYSSE; Figures in landscape ROY LICHTENSTEIN; A closer Grand Canyon DAVID ROCKNEY; ?:

Swimmer-reflection NEIL JENNEY; Marilyn Monroe ANDY WARHOL; Déjeuner sur l’herbe & Le joueur de cartes II Pablo PICASSO; Dobbeltansigtet & Titania II ASGER JORN:

Pres foelger pres PER INGE BJOERLO; Sem titulo HEIN HEINSEN Reclining figure HENRY MOORE; Spider couple LOUISE BOUGEOIS; Le grand pouce CESAR:

Também tivemos a oportunidade de conferir a exposição Green Architecture for the futere, que apresenta novas invenções, materiais e métodos elaborados para uma arquitetura sustentável. Nela o Brasil foi representado pela cidade de Curitiba e pela Favela da Rocinha. A primeira citada como um exemplo a ser seguido e a segunda como objeto de estudo do arquiteto Frederic Druot.

Nossa tarde no Louisiana foi muito agradável. Além de ter tirado umas beliscadas da arte moderna, apreciamos a bela vista do museu para o estreito de Øresund. Aliás, a arquitetura do local foi tão bem elaborada que adiciona a natureza adjacente a seu acervo, horas emoldurada por enormes paredes e corredores de vidro.

2 Comentários

Arquivado em Cult, Sobre a Dinamarca, Welcome to my life