Visto dinamarquês

Esses dias li em um jornal local que a Dinamarca está na lista dos países que mais exigem documentos e tempo para a liberação do visto de turista. Se essa afirmação é verdadeira eu não sei. Como o Brasil mantém um acordo com os países que fazem parte do grupo Schengen, do qual a Dinamarca faz parte, nao é necessária a apresentacao de um visto para entrar entrar aqui. Como o Brasil faz parte do tratado de Schengen não precisamos dele para entrar em vários países europeus, incluindo a Dinamarca. O que posso afirmar é que conseguir visto para residência mediante casamento é uma tarefa árdua e cheia de burocracia.

Minha odisséia começou com a arrumação dos papéis para o casamento. Antes de me mudar escrevi para o consulado dinamarquês, que me afirmou ser preciso ter cópia do registro de nascimento, do passaporte e atestado de solteira traduzidos para dinamarquês, legalizados pelo Ministério das Relações Exteriores e pela Embaixada da Dinamarca. Fiz tudo como indicado. Por meses meus documentos rodaram o Brasil. Ao chegar aqui descobri que tinha gastado tempo e o resto dos meus trocados. Com exceção da tradução das primeiras páginas do passaporte (que absurdo!), algumas comunas exigem sim essa documentação, na minha – a do centro de Copenhage – só foi preciso apresentar o passaporte.

Me casei no dia 15 de fevereiro. No começo de março demos entrada nos meu visto de permanência. As regras para aquisição desse documento por não-residentes da UE são muitas e um tanto absurdas. É preciso atender a todas estas exigências:

PARA AMBOS OS CÔNJUGES

– ter mais de 24 anos;

– não ter nenhum grau de parentesco;

– morar no mesmo endereço na Dinamarca.

PARA O CÔNJUGE ESTRANGEIRO

– preencher o formulário de imigração para reunificação familiar de casais (28 páginas);

– 3 fotos tamanho passaporte;

– xérox do passaporte.

PARA O CÔNJUGE DINAMARQUÊS

– ser cidadão dinamarquês, de outro país nórdico (Noruega, Suécia, Finlândia ou Islândia), ter visto de exilado ou de permanente pelos últimos 3 anos ou mais;

– morar permanentemente na Dinamarca;

– apresentar uma declaração de que não recebeu assistência financeira do governo nos últimos 12 meses;

– ter trabalho fixo e condição de sustentar a si e ao cônjuge;

– ter acomodação de tamanho adequado (ao menos 20 m² por pessoa) e apresentar uma cópia do contrato ou posse do imóvel em seu nome;

– assumir responsabilidade total pela esposa/marido estrangeiro(a);

– não ter sido condenado(a) por prática de atos violentos contra um antigo
cônjuge/parceiro(a) no período de 10 anos até a data da aplicação;

– abrir uma conta, bloqueada para movimentação, no valor de 60.011* coroas (cerca de 22 mil reais) ou pedir garantia a um banco. **

Depois de quase 4 meses recheados de informações desencontradas e férias da responsável no caso, recebi meu visto. Ele também dá direito a trabalhar e tem validade de 2 anos.

Na segunda metade de 2008 houve certo barulho por causa dessas exigências. Os contestadores alegavam desrespeito às regras gerais da UE. Por enquanto nada mudou. Até lá, desejo paciência àqueles que vão precisar dessa autorização.

Para mais informação clique aqui.

* Valor de 2009. Em 2008 era 58.000 coroas.

** Esse valor deve permanecer intocável por 7 anos. Metade dele pode ser resgatado depois que o estrangeiro passar na prova final do curso de dinamarquês. Os outros 50% só serão devolvidos quando da retirada do visto de residência permanente, ou seja, no mínimo em 5 anos para quem nunca residiu em outro país da UE. Esta etapa só é exigida depois de pré-aprovação do processo.

Anúncios

63 Comentários

Arquivado em Sobre a Dinamarca

63 Respostas para “Visto dinamarquês

  1. O meu processo, aqui em Portugal, foi complicado, mas bem mais barato do que isso. A conta do banco é uma questão muito pessoal, não acha? Esse detalhe não deveria ser obrigatório. O meu visto é por 5 anos. Ai, ai… essas coisas são muito morosas e… dá um nervoso muito grande, né? Parabéns por ter conseguido tudo.

  2. Daniel

    Olá amigos brasucas q vivem na Dinamarca, sou brasileiro e casado com uma espanhola, gostaria de saber se alguém sabe quais as dificuldades q posso encontrar pra poder viver ai mesmo sendo casado com uma cidadã da UE.

  3. Érica

    Essa conta no banco…gente! É tipo um “dote”? rs

  4. tamara

    Ola gostaria de saber algumas coisas se alguem puder me responder ficaria muito grata. Tenho um namorado Dinaraques ele tem 26 e eu 22
    estamos juntos a 8 meses mais ou menos, ele tem apenas 1 mes para fica no Brasil, por te ficado 5 meses nas ferias atriores, ele agora esta na Dinamarca, so que queremos nos casar e ficar aqui no Brasil, nao sei bem… vi em aguns site que so podems nos casar depois q eu completar 24 anos ? mesmo nos casando aqui no Brasil ? gostaria q alguem me desse informaçoes, ou se ele pode ter um visto de trabalho, e como fazer passo a passo para tirar esse visto de trabalho e onde ele tira
    desde ja obrigada
    Tâmara Andrde
    tamara306@bol.com.br

    • Oi Tamara,

      Você pode se casar no Brasil sim, aih a sua idade não é problema. Mas se vocês mudarem de idéia e quiserem morar aqui na Dinamarca você so conseguira o visto se tiver 24 anos ou, no mínimo, faltando poucos meses para completar 24.

      Não sei te informar o que é preciso para conseguir visto brasileiro. Acredito que se vocês se casarem não haverá problemas para ele conseguir a permissão de moradia no pais. Para maiores informações dê uma olhada no site do Ministério das Rrelações Exteriores ( http://www.mre.gov.br/ ).

      Espero ter te ajudado de alguma forma.
      Um abraço

  5. Diana

    Estou precisando de ajuda,
    Sou casada no Brasil e aguardo meu divórcio, por isso não tenho como apresentar documentos de que sou solteira no Brasil entende…. Será qu4 é bigâmia se eu conseguir casar já que em copenhagen não pedem esse papel?

  6. Diana

    Estou precisando de ajuda,
    Sou casada no Brasil e aguardo meu divórcio, por isso não tenho como apresentar documentos de que sou solteira no Brasil entende…. Será que é bigâmia se eu conseguir casar já que em copenhagen não pedem esse papel?

    • OI Diana,

      Acho que você deveria primeiro se divorciar no Brasil pra depois se casar aqui pra evitar maiores problemas. Aqui você so pode casar na comuna do bairro onde você vai morar. Algumas comunas não exigem esse documento, como a do centro onde em me casei, ja outras exigem sim!

      Boa sorte!

    • Miriam

      Diana Boa noite,

      Vc ja descobriu se o seu namorado pode casar e viver no Brasil? gostaria de saber isso tambem e se caso o casamento ocorra no Brasil podemos ir para Dinamarca sem necessidade dessa burocracia toda depois de um tempo morando aqui…

      Desde ja agradeco

      • Se você quiser pode se casar no Brasil sim, é só trazer uma certidão de casamento traduzida para cá ou até mesmo pode dar a entrada do seu visto ainda estando no Brasil. De qualquer forma as exigências para a aquisição do visto serão as mesmas.

  7. Mariana

    Ola, gostaria de ajuda.
    Sou brasileira e moro no Brasil, meu namorado é dinamarques nós queremos nos casar em Copenhagen, o primeiro passo seria traduzir todos os documentos (passaporte, certidão de nasc, …), quando eu estiver com isso em mãos eu devo enviar para ele marcar a data do casamento em DK certo? Aí quando eu sober a data é que eu viajo para lá para que nós possamos nos casar? Depois de casados aí é que damos entrada para a minha permacencia lá?
    Agradeço demais se puder me ajudar

    • Oi,

      Os documentos necessarios variam de comuna para comuna. Entao, primeiro seu namorado tem que se informar na comuna onde ele mora quais sao os documentos que eles exigem. Ah e ele nao precisa ter nenhum documento seu lah pra poder marcar a data. De antemao ja digo que nao eh preciso traduzir o passaporte. A data do casamento voce marca quando achar melhor, pode ser antes ou depois de viajar, nao ha lista de espera, mas caso vc se sinta mais segura marque a data antes. Quanto ao visto, vc so pode dar entrada depois de se casar, quando estiver com os papeis do casamento em maos.

      Um abraço

      Veronica

      • Jordana

        Oi Verônica ,vocÊ poderia me mandar seu contato de email ou telefone na Dinamarca para eu poder esclarecer minhas dúvidas sobre os documentos para casamento, Estou na Dinamarca em København, adoraria conversar mais com você.

  8. Fernanda

    Olá Verônica,
    Eu também me casei na dinamarca e agora estou aguardando a resposta do visto de residência.
    No meu caso ainda não tenho certeza se serei aprovada, por ter 25 anos, mas pelo menos tenho bacharel em TI (informática) que está na lista positiva.
    Por isso, caso eu seja aprovada, gostaria de saber no seu caso, quando você teve aprovado o visto de residência na dinamarca qual foi dado prazo para o pagamento da taxa de 60.000 DDK? Dois meses? um mês?
    Foi fácil conseguir garantia ao banco?Ou você teve que depositar o que você tinha guardado?

  9. Miriam

    Ola, eu estou na mesma situacao que algumas de voces, namoro a 2 anos e meio, meu namorado sempre vem para o Brasil, porem estamos querendo casar e viver na Dinamarca… Veronica pelo que eu vi vc mora na Dinamarca. Sera que vc sabe essa questao . Depois de casada quanto tempo temos para dar inicio aos papeis do visto, vc sabe isso? Quais as chances que temos de termos o visto negado?

    • Oi Miriam,

      Se você se casar no Brasil pode dar entrada no visto quando quiser. Se casar aqui na Dinamarca tem de dar entrada em menos de 3 meses, contando a partir da data de entrada no país, porque se passar desses 3 meses você vai estar ilegal e isso certamente não será bem visto pelo serviço de imigração. Se você entregar todos os documentos exigidos e, inclusive, se seu marido não tiver recebido nenhuma ajuda da comuna nos últimos dois anos, eles não têm como recusarem a sua aplicação.

      • Miriam

        Veronica,

        Muito obrigada pela resposta, estou um pouco mais aliviada com o que vc escreveu.
        Outra questao… Se o “cartorio” dai precisar apenas do meu passaporte para o casamento, mesmo assim eu terei que ter os outros documentos, traduzidos juramentados, passado pelo Itamaraty e pela embaixada Dinamarquesa? Ai descupla esta te amolando com essas questoes mais eh que eu e meu namorado estamos com muitas duvidas e medo do meu visto de permanencia nao ser concedido… Estamos pesquisando muito sobre isso… E sempre encontramos resposta vagas…

        Muito obrigada mais uma vez…

  10. Miriam

    Veronica,

    Mais algumas questoes, quanto tempo vc esta morando na Dinamarca? Vc fala bem o Dinamarques? Quanto tempo vc levou para aprender o minimo? Pq eh muito dificil ja fui prai duas vezes e ainda nao sei falar nenhuma palavra direito… Ah, o curso de dinamrques eh dado pelo governo ou eh pago?

    Se vc puder me ajudar nessas questoes eu agradeco…

    Obrigada…

    Bjs

    • Oi Miriam,

      Moro aqui há dois anos. Realmente a língua dinamarquesa é muito difícil, eu falo mas ainda não sou fluente. A gramática é bastante simples se comparada ao português, o problema é a pronúncia que é bem diferente da escrita. Pra quem é casado com um nativo, o curso de dinamarquês é gratuito. Vou ver se encontro um tempinho pra falar sobre algumas particularidades da língua e indicar alguns sites que ajudam no aprendizado dessa bendita.

      Bjs

      • Miriam

        Veronica…

        Vc como sempre muito prestativa, muito obrigada pela forca…
        Sera que posso perguntar mais uma coisinha? Por acaso vc trabalha aih? ou so estuda mesmo? Estou pensando muito nisso, pois nao estou acostumada a nao trabalhar, sabe como eh neh? Eu sei que no inicio nao vai rolar mais quero saber quais as chances, bom se puder me ajudar dessa, tambem agradeco…

        Bjs

        E muito obrigada mais uma vez… Aguardo os links…

  11. Diana

    Olá Veronica,

    Pretendo me casar com um dinamarques e gostaria de saber quais sao os documentos necessários.
    Qual é o passo a passo? Pois nao tenho nenhuma idéia.
    Qual é a região na Dinamarca menos burocrática.

    Grata

  12. Betty

    Ola,

    Tenho 36 anos , sou gerente de marketing e estou a procura de emprego na europa. Tenho um filho de 12 anos que vai comigo. Pensei na Dinamarca, alguem pode me auxiliar ou me dar informações de como procurar emprego por ai?

  13. Betty

    Se possivel gostaria de manter contato via email, meu email é betty_32cwb@hotmail.com
    Aguardo retorno amigo. Obrigada

  14. Joelma

    Olá.
    Meu nome é Joelma, tenho 40 anos e 1 filho de 6 anos. Há três anos que viajo para a Dinamarca como turista pois tenho um namorado dinamarquês que reside e trabalha na Dinamarca. Agora resolvemos casar. Já tenho todos os documentos devidamente legalizados e traduzidos. Lendo esses comentários vi que tem um valor a ser pago de 58.ooo kroner.
    Esse valor deve ser pago por quem. Por favor me expliquem direito sobre isso.
    Desde já agradeco a atencão.

  15. RAFAELA

    Olá, meu namorado é europeu e queremos nos casar, só que meu visto na europa é de turista. Li que na dinamarca basta levar o passaporte e o casamento sai imediato com validade para toda a união européia. Vc poderia me confirmar se realmente é isto e será que consigo me casar entre a semana do natal e ano novo? sabe se tenho que marcar com antecedência? Agradeço a resposta, estou viajando na semana que vem para resolvermos nossa situação.

  16. Jordana

    VERONICA ME SOCORRE…
    Já fiz os documentos que pediram mas agora surgiu TRISTE a novidade de ter que legalizá-los no MRE que fica em Brasilia e depois pelo Consulado DA Dinamarca tbm em Brasília, estou pra ficar doida já de tanta complicação de pessoas com informações vazias;ESTOU REALMENTE DESESPERADA, já ligeui pra Brasília eles me mandam olhar no site, já liguei pra São Paulo e nenhuma resposta concreta.

    • Miriam

      Oi Jordana, estou no mesmo pé que vc.

      Porém liguei nas relações internacionais em Sao Paulo MRE e uma pessoa me passou o seguinte link: http://www.portalconsular.mre.gov.br/legalizacao-de-documentos/estado-de-sao-paulo-1.
      Liguei também no consulado Dinamarquês em São Paulo, a pessoa responsável foi super simpática comigo informou que assim que os papeis chegarem na minha residência era para eu entrar em contato com ela e agendar um horário para levar os documentos para serem validados. Os primeiros documentos demoram 20 dias úteis (MRE) do consulado ela falou que valida na hora e vc já saí com os documentos prontos para serem traduzidos. Ela informou também que tudo isso tem que ser feito antes da tradução… Eu irei correr atrás dos documentos semana que vem se vc tiver alguma novidade me passa e se eu tiver alguma te passarei. Se vc morar em São Paulo tudo fica mais fácil pois o consulado é na Rua Oscar Freire, 379 – Cerqueira César, São Paulo – (0xx)11 3061-2346.
      Espero ter ajudado e não ter passado nada que vc já nao saiba…

      • Jordana

        Oi Miriam Obrigada pela sua resposta… eu tô é longe de São Paulo hihi..mas tenho uma amiga em BRasilia e me informaram que outra pessoa poderia levar os documentos e eles validam na hora, nada de 20 dias úteis, pelo menos assim me disseram 😛 sempre informações que não batem por isso complica mais nossa cabeça.
        Enfim vou mandar os documentos por esta amiga e ela me manda de volta! SORTE à NÓS né ! beijos
        Obrigada pela atenção!

      • Miriam

        Muito obrigada pelas informações Veronica…

        Realmente agora a coisa ficou um pouco mais difícil… Alem da documentação anterior que era necessário antes, tem uma avaliação em pontos, relacionado a grau de escolaridade e trabalho em seu país de origem nos últimos 3 anos… Assim que os documentos forem aprovados pela imigração, temos 3 meses para marcar uma data para fazer uma prova em dinamarquês, aonde teremos que escutar e responder (falando), para um computador… Peça para o seu namorado verificar isso Jordana, pois o meu já foi atrás e já comprou os CDs para que eu possa praticar mesmo estando no Brasil…

        Jordana, como você adquiriu a informação que podemos levar o documento no Itamarty em BSB? Vc tem o fone de lá para que eu possa checar essa informação? Pois eu prefiro levar lá à enviar pelos correios, pois sempre tem a possibilidade de extravio… Sabe como é né?

        Desde já agradeço as duas…

        Bjs

  17. Meninas,

    Antes de fazer todo esse processo de reconhecimento e traducao de documentos pecam para os namorados de vocês se informarem quais sao os documentos necessários para o casamento no local onde vocês irao se casar. Como falei no post, antes de mudar pra Dk fiz todo esse processo de mandar os documentos pro MRE , em seguida pra embaixada da Dinamarca em Brasília e por último mandei traduzir para dinamarquês por uma tradutora do interior de SP, acho que ela se chama Eloísa. Cheguei aqui e nao precisei de nenhum deles, só do meu passaporte. Entao antes de gastar tempo e dinheiro pecam pra eles se informarem na comunda onde vocês iram casar, porque cada local tem regras próprias, em algumas só e preciso o passaporte e em outras é preciso essa documentacao toda.

    DETALHE IMPORTANTE: nao é obrigatorio traduzir os documentos para dinamarques, todas as instituicoes da DK aceitam documentos traduzidos para o inglês. Isso facilita muito a nossa vida, porque é bem mais fácil achar tradutores em inglês e esse servico sai bem mais barato também.

    OUTRO DETALHE: Quando pedirem pra os namorados se informarem dos documentos necessários aqui, pecam para eles irem pessoalmente no local do casamento, é bem melhor do que ligar. Aqui as vezes acontece o mesmo que no BR, nem todos os funcionários públicos estao a par de todas as informacoes e acabam passando informacao errada 😦

    DETALHE 3: Este ano houve uma série de mudancas nas regras pra obtencao do visto mediante casamento. O valor a ser pago é de 100 mil coroas, foi adotado um sistema de pontos, onde nível de escolarizacao, conhecimento de línguas estrangeiras e experiencia profissonal contam. Além do mais é preciso pagar uma taxa de cerca de 5.900 coroas para dar entrada no processo. Nao estou a par de tudo, até porque sao muiiiiitas regras novas e nao quero passar informacao errada aqui. Mais uma vez cobrem dos namorados para lerem as regras no site de imagracao.

    Qualquer dúvida entrem em contato. O blog anda meio devagar ultimamente, mas espero aparecer mais por aqui.

    Um abraco,

    • Oi Betty,

      Conseguir visto para a Dk é bastante complicado. Alguns politicos estao fechando muitas portas para estrangeiros. Eles estao impondo varias regras pra se conseguir o visto ate mediante casamento com dinamarques. Depois dessa crise entao, a coisa so tem piorado. Desculpe se estou parendo pessimista, mas se voce realmente quiser vir pra ca, eles so vao te dar o visto se voce ja vier com um emprego garantido no papel.

      Espero que esta resposta ainda seja útil,

      Um abraco.

    • Jordana

      Obrigada pelas respostas!

    • Jordana

      Miriam, eu procurei o kommune de københavn e não precisei de nada de itamaraty, estou com casamento marcado pra amanhã de manhã 🙂 se quiser conversar mais me manda teu email ok.

      ATT

      Jordana

      • Oi Jordana, é isso que eu venho tentando dizer, mas acho que nao me expliquei bem. Os bairros que fazem parte da comuna (município) de Copenhage sao:
        1. Indre by
        2. Østerbro
        3. Nørrebro
        4. Vesterbro/Kgs. Enghave
        5. Valby
        6. Vanløse
        7. Brønshøj-Husum
        8. Bispebjerg
        9. Amager Øst
        10. Amager Vest

        Quem nao mora em um desses bairros, nao faz parte do município de Copenhague. Vejam o mapa abaixo:

        http://www.kk.dk/FaktaOmKommunen/KoebenhavnITalOgOrd/StatistikOmKoebenhavnOgKoebenhavnere/Kort/~/media/6E29ADD22E9C4E6E8FEA45F78669E061.ashx

        Dá pra ver que Frederiksberg fica no meio de todos esses bairros que eu citei acima, mas nao faz parte do município de Copenhague e é, portanto, um outro município. Eu moro na comuna/município de Copnhague (porque moro em Vesterbro) e só precisei do passaporte para casar. Já uma amiga minha, cujo namorado morava em Frederiksberg, precisou de todos esses papéis que a embaixada da Dinamarca do Brasil cita.

        Vou repetir o que falei no post sobre o visto e em alguns comentários. Perguntem aos namorados de vocês em que comuna (kommune em dinamarquês) eles moram e pecam pra eles ligarem na comuna deles e perguntarem quais documentos eles exigem para casamento entre dinamarqueses e estrangeiros para voces nao gastarem tempo e dinheiro em vao.

  18. Olá Veronica como seria se eu na condição de turista viesse se aventurar na dinamarca em trabalhos simples como garçon em bistros e resolvesse ficar uns tempos ilegalmente, a imigração é muito taxativa dá pra conseguir casamento e ficar de uma vez por todas.

    • Olá Paulo,

      Até onde eu sei a imigracao daqui é bem rígida e os dinamarqueses sao avessos a corrupccao e falcatruas, por menores que sejam. Trabalho “no black” existem e acho que existem alguns tipos de bico que você pode fazer como turista, mas nao sei te especificar nada. O que sei é que se você for pego ilegal aqui, é imediatamente deportado do país. Quanto a visto mediante casamento, dá pra conseguir sim, mas dá uma olhada aí no post e nos comentários pra você ter idéia da burocracia para consegui-lo.

      Tudo aqui é muiiiito caro, acomodacao, comida, tudo. Nao sei até que ponto isso seria lucrativo pra você. Entao se você pensa em juntar dinheiro e vem pra cá sem uma rede de contatos (amigos pra dividir ap, possíveis empregadores, etc. ) a Dinamarca nao é o país ideal.

      Qualquer outra dúvida é só perguntar.

  19. eugen

    Prezada Veronica,

    Tenho acompanhado e lido todos os post e meu namorado também é dinamarquês, ele tem vindo muito ao Brasil, pois eu devido ao meu trabalho não tenho muito tempo.
    Meu namorado é piloto aposentado na Dinamarca, pois teve problemas de saúde que o impediram de continuar com o trabalho.
    Pretendemos nos casar, e morar um tempo no Brasil e outro na Dinamarca por causa da familia dele.
    Agora te pergunto? essa regra de “- apresentar uma declaração de que não recebeu assistência financeira do governo nos últimos 12 meses;” é valida no caso dele?, devido a isto meu visto de permanencia poderá ser negado?
    Agradeço desde já tua gentil orientação.
    Abraços,

    • Oi Eugen,

      Infelizmente eu nao sei te informar. Nao sei exatamente se isso seria classificado como ajuda. Perguntei pra o meu marido e ele acha que isso nao seria problema, mas ele também nao sabe muito a respeito. Existem inúmeras regras e excecoes e muitas delas foram alteradas e muiiitas acrescentadas este ano. Pelo que tenho acompanhado na mídia, tá tudo muito confuso em relacao a essas regras. Só quem tá por dentro sao os advogados especializados no assunto. Sao mais de 1000 páginas de informacoes.
      Te aconselho a pedir pra o seu namorado se informar junto ao servico de imigracao e de preferencia pedir informacao a mais de uma pessoa/atendente, porque muitas vezes nem eles sabem direito das coisas e passam informacoes erradas.

      Abracos,

  20. Sandra

    Olá , me chamo Sandra tenho 23 anos e vou me casar com um dinamarques, mas eu nao entendo porque só posso me casar com 24 anos ? eu to aqui na Dinamarca como au pair e tenho visto de au pair que vende em maio .

  21. Carol

    Veronica! como é complicada essa estória de casamento na Dinamarca, eles não querem mesmo estrangeiros aqui, mas refugiados eles aceitam, não entendo muito bem qual é a sistemática. Eu estou dando entrada no divorcio no Brasil, deve sair em uma semana, já estou aqui há dois meses, com todas essas complicacões, deposito caríssimo, fica complicado. Temos planos de morar no Brasil, mas daqui há alguns anos, o que vc acha que devo fazer? vc já ouviu alguma estória de deportacão?

    • Pois é, eles aceitam os refugiados por obrigacao e mesmo assim ainda existem muitos que moram ilegal no país. Sinceramente Carol, acho que você deve regularizar a sua situacao no Brasil e tentar pedir o visto aqui, porque se eles te pegam ilegal vao te deportar sim. E se isso acontece você dificilmente vai ter oportunidade de conseguir visto ou até voltar entrar no país mesmo como turista. Quanto ao depósito, antes era possível pedir uma garantia ao banco, onde consta que o banco se compromete, caso haja necessidade, em disponibilizar esse dinheiro pra vocês. Pra se obter essa garantia é preciso pagar uma pequena quantia mensal. Nao sei a imigracao ainda aceita esse tipo de garatia, cheque pra ter certeza.

  22. Jordana

    Veronica agora comecei uma outra “luta”…consegui casar (finalmente),
    mas agora surgiu a historia de que pra dar entrada no visto de permanencia meu passaporte tem que ter no minimo 2 anos mais de validade, no teu caso houve algo do tipo? Pq já tão me deixando doida de novo com tanta burocracia de documento e bla bla bla…disseram até que tenho que ter uma certidão de casamento brasileira que faz na embaixada aqui em copenhague …no teu caso houve algo do tipo?

    • Parabéns pelo casamento! Quando dei entrada no meu visto pela primeira vez meu passaporte tinha mais 3 anos de validade, mas quando fui renovar o visto ele só tinha um ano a mais e eles renovaram mesmo assim, só que por apenas um ano. Fiz passaporte nove este ano, dei entrada em um outro pedido de renovacao e estou aguardando resposta. Já a certidao de casamento brasileira nao foi necessário, até hoje nao registrei meu casamento na embaixada do Brasil. Tenta ir na embaixada e resolver essas coisas por lá, acho que você nao vai ter problema.
      Essas regras daqui sao bem descabidas mesmo e este ano eles se superaram no exagero, mas nao adianta voce se deixar chatear por elas nao. Acho que eles inventaram tanto empecilho com o propósito de desestimular as pessoas que procuram visto e fazê-las desistir, ao menos é o que parece.

      Se quiser o meu contato depois me fala que te passo via email.

      Espero que tudo se resolva rápido,

      Um abraco

      • Jordana

        Obrigada 🙂
        Verônica , gostaria sim de seu contato , moro em VAlby e estou quase sempre em Vesterbro, aguardo seu email 🙂 Um Abraco

  23. DENNY LIMA

    BOA NOITE, VERÔNICA.
    MEU NOME É DENNY, SOU MÉDICO E MORO EM GOIÂNIA.
    TENHO INTERESSE EM RESIDIR NESTE LINDO PAIS EUROPEU.
    QUERIA SABER SUA OPINIÃO SOBRE A POSSIBILIDADE DE TRABALHO PERMANENTE EM HOSPITAIS DA DINAMARCA, SE É MUITO DIFÍCIL CONSEGUIR UMA VAGA, SE EXISTE O SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE É SATISFATÓRIO PARA O PACIENTE E PARA O MÉDICO.
    DEUS ABENÇOE SUA FAMÍLIA.

    • Oi Denny, nao sei se você ainda tem interesse nessa resposta, mas vamos lá. 1o: você só será aceito na Dinamarca de tiver um passaporte de um dos países que fazem parte da EU, ser casado com alguém que tenha e que se mude pra cá com você ou se casar com um cidadao dinamarquês. Estando aqui voce teria de ter seus certificados avaliados e aprovados por um determinado orgao e talvez voltar a estudar pra fazer uma complementacao do seu curso, sem contar ainda aprender a língua que nao é mole nao. A saúde aqui é pública e é satisfatória sim, mas mudancas tem sido discutidas nos últimos meses.

  24. Francieli

    Oi tudo bem Veronica, estou pesquisando a dias mas nao acho uma resposta que me ajude, queria ver se vc sabe algo pra me ajudar.
    Assim meu marido é cidadao Italiano, eu brasileira, somos casados a um ano e meio, nos casamos na Italia. No momento estamos no Brasil, e queriamos ir para a Dinamarca, pois ele é tatuador, e quer ir trabalhar la, como ele é europeu ele pode ficar la sem limite de tempo, e quanto a mim?? O que devo fazer pra ficar la com ele??? Sem tempo estimado pra voltar??? Agradeço desde ja se vc puder me ajudar

  25. Ola querida,preciso de sua ajuda,sera que vc poderia me ajudar,?me mande seu email..Eu ja moro aqui em DK,eu e meu namorado dinamarques estamos pensando em casar eu queria saber mas sobre as novas regras de casamento ainda vou fazer 24,e desde de 2010 que venho aqui e em 2011 estava como aupair,sera q e mas facil para mim ..Aguardo sua resposta

  26. Diego

    Olá Veroniica, gostaria de saber se eu tenho que traduzir a certidao de nascimento e o atestado de solteiro antes de serem enviados para o Mins Rel. Exteriores e para a Embaixada? Ou envio somente as copias.
    Se puder poderia me responder com mais detalhes no email.
    Obs: Ainda estou no Brasil.

  27. Morten Gliemann

    Oi. “Como o Brasil faz parte do tratado de Schengen não precisamos dele para entrar em vários países europeus, incluindo a Dinamarca.” Lê-se na terceira linha inicial. Mas é a DK que faz parte do grupo Schengen. Para quem quer saber mais: http://pt.wikipedia.org/wiki/Acordo_de_Schengen

    Melhores cumprimentos de Morten G.

  28. kelle

    veronica , tudo bem ?? será que vc teria algum contato de e-mail para que eu entre em contato com vc e consiga esclarecer mais as minhas dúvidas?
    bjos

  29. jeane

    oi veronica
    minha situaçao e assim
    morro na europa a 10 anos fui casada na espenha e agora vivo com um italiano na alemanha agente ja ta junto 5 anos…
    ano passado conseguir fazer el divorcio para casar em alemanha com ele
    ok mas meu casamento nao foi escrito no brasil e o que acontece estou gravida de 5 meses nao tenho direito medico estou com minha filha de 11 anos e nao me deixam casar aqui e querem me deportar o que quero dizer e que pensei em casar em dimarca mas nao sei como fubciona eo que devo fazer onde ir me ajud POR FAVOR

  30. Julliana

    Olá Verônica,tudo bem?Tenho lido todos os seus posts sobre casamento na Dinamarca e estou com uma dúvida com relação a declaração civil no qual deve constar que sou solteira…fui ao cartório em minha cidade e me disseram que nunca ouviram falar sobre esta declaração!!! Mostrei a eles o modelo que havia encontrado na internet,mesmo assim ficaram sem saber o que era.
    Eu mesma posso preencher esta declaração? Irei precisar reconhecer firma ou autenticar?Preciso ir a Brasilia ou em São Paulo para legalizar este documentos e os demais que irei precisar?

    Eu indo me casar na Dinamarca no próximo mês e quero levar todos os documentos que preciso,porém esta declaração não estou conseguindo concluir!!! Porém tem um grande ponto,meu noivo que é dinamarquês não tem residencia fixa ,então não tem como verificar o kommune…
    Depois que nos casarmos eu poderei ficar na Dinamarca para aguardar o visto?Pois estou com receio de ultrapassar os 3 meses e eu ter que voltar para o Brasil?
    E quanto ao meu diploma…pretendo estudar lá também,para colocar meu diploma em inglês ou dinamarquês é preciso que eu vá em Brasilia para legalizar ou posso fazer os procedimentos na Dinamarca?
    Poderia me enviar seu contato de email se caso eu tiver mais alguma dúvida?

    abç

    Julliana

  31. Jefferson santos

    Bom dia!!! Veronica me ajuda por favor , minha namorada ela é italiana e agora também ganhou a nacionalidade dinamarquesa por morar na dinamarca por mais de 15 anos, nós queremos nus casar para morarmos juntos na dinamarca mas o problema e que eu tenho 23 anos oque nos podemos fazer???

  32. Margareth

    Olá Verônica, tenho lido as postagens de seu Blog e hoje enviei uma mensagem para o e-mail que você disponibilizou aqui na página. No entanto, a mensagem retornou para minha caixa de e-mail.
    Como faço para contactar com você por e-mail e trocar algumas informações.

    Abraços,
    Margareth

  33. Olá Verônica,

    Seu blog é muito bom, mas infelizmente não encontrei nele uma pergunta/resposta semelhante a que eu tenho.

    Gostaria de saber se o casamento entre dinamarquês e brasileira realizado no Brasil é válido na Dinamarca. Outro detalhe, ele tem 22 anos e eu 28…teríamos que ficar morando no Brasil até ele completar 24 para irmos para a Dinamarca? A nossa intenção era nos casar aqui e irmos para a Dinamarca logo em seguida. Isso é possível devido a idade dele?

    Obrigada!
    Dayane

  34. Convivir com um dinamarques durante cinco anos,mas nunca tivemos a oportunidade de casamento e desse relacionamento nasceu Heitor vieira de figueiredo hansen e tivemos que voltar pr o brasil por motivos que tivemos medo de descobrirem que eu estava ilegal no pais- Mas tivemos motivos pr tal irregularidade. Hoje meu filho ja esta com 7 anos e quer muito conhecer seu pai e diz que ele quer muito voltar pr a dinamarca de onde ele tem muitas saudades e principalmente do pai dinamarques.Porfavor me ajudem,que eu paao fazer pr resolver este grande problema!

  35. Simone Souza

    Veronica, vou me casar em Abril de 2016 aí na Dinamarca (Bornholm) e surgiu uma baita dúvida com relação a sobrenomes.
    Como você fez com o seu sobrenome?
    O meu nome completo é composto por nome+nome do meio+ 3 sobrenomes, eu gostaria de mudar somente dois sobrenomes do meu futuro marido, somente isso, nada mais. Parece que é bem tranquilo aí na Dinamarca fazer isso (eu acho, pelo menos), mas o problema é com relação aos meus documentos brasileiros, sabe se alguém já fez isso e deu certo ou errado. Obrigada, é tão bom ter alguém para conversar e poder pedir conselhos e ajuda.
    Obrigada mesmo.
    Simone

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s